Estilo Weizenbock

Weizendoppelbock, ou simplesmente Weizenbock, é um estilo de cerveja relativamente novo, se comparado com outros tantos centenários, mesmo de trigo; Aventinus, a primeira Weizendoppelbock foi criada em 1907 na Schneider Weisse Brauhaus, em Munique.

Mais forte e mais rica do que um Weissbier ou Dunkles Weissbier, pode ser comparada com cervejas do estilo Doppelbock em versões claras ou escuras. É maltada e frutada, combinando os melhores sabores do malte e fermento em uma Weissbier (clara ou escura) com um rico sabor maltado, intenso, com o corpo de uma Dunkles Bock ou Doppelbock.

Existem versões claras e escuras, com a coloração indo do dourado ao castanho com feixes avermelhados, sendo normalmente turva. A espuma é cremosa, espessa e de longa persistência.

No aroma o destaque passa pela banana e o cravo da levedura, somando nas versões claras notas de cereais e massa de pão e nas escuras caramelo e tosta. O representante mais complexo das cervejas de trigo, riqueza de malte e algumas notas frutas que lembram frutas passas podem ser encontradas com certa facilidade.

O corpo médio-alto com a grande carga de malte traria uma textura cremosa se a carbonatação não fosse alta, mas equilíbrio aparece trazendo ainda o álcool que gira entre 7,0 % e 9,5 % .

Pensando em harmonizações o estilo é uma das melhores pedidas para carnes gordurosas, as weizenbock claras são a preferência para carnes claras como o tradicional e magnífico joelho de porco e as versões escuras são perfeitas para carnes vermelhas e shnitezel e fugindo um tanto do óbvio sobremesas carameladas à base de banana como por exemplo banana flambada com cachaça e calda de mascavo.

Weizendoppelbock é praticamente um abraço, em resumo: é rica e maltada, mantem os caráteres frutado e fenólico da levedura, somado à adocicado intenso que pode ou não ser caramelado, com álcool e corpo mais altos e textura frisante, um estilo incrível

Mais cerveja, menos frescura.